11 dias Playa del Carmen

Videozinho pra resumir a viagem:

Total gasto na viagem:R$ 9.977,47 (2 pessoas).


Aqui vai o detalhamento.

Vôos

Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cancún voando pela Copa.
No valor de R$ 4.615,66 (Duas pessoas).

Seguro Viagem

Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 245.52 (2 pessoas).

Hospedagem

Alugamos um apartamento pelo Airbnb bem próximo da 5ª avenida, 1 quarteirão.
O apartamento comporta 6 pessoas, sendo 1 cama de casal, 2 de solteiro e um sofá cama (bem confortável rs).
Foi uma ótima opção, pois tínhamos uma cozinha a disposição, o que nos fez economizar um pouco com café da manhã e jantar.

O valor total do ape ficou por R$ 515,83 por pessoa para 10 dias.
O diferencial do apartamento que nos agradou bastante foi o terraço com área para churrasco e jacuzzi.

Aqui vai o link para quem estiver interessado: https://www.airbnb.com/rooms/12681826

Uma das coisas que nos deixou preocupado com o apartamento era a cobrança de 4 pesos por kw a partir do 3º dia, achamos que seria um gasto alto no fim da hospedagem, mas que no fim ficou em torno de R$ 16 ( 5 dólares) por pessoa.

Alimentação

La Vagabunda: um ótimo restaurante local com comida saborosa e muitos nachos a vontade, preço muito bom e ambiente bem legal.

Karen’s : Restaurante pega turista, comida boa, atendimento mal educado, no dia a dia tem o nosso caso.

Don Sirloin: Melhor pedida para quem quer economizar comendo comida saborosa e com uma pegada mais local.

Valor total gasto com alimentação: R$ 426,00 (2 pessoas).

Passeios

  • Isla das Mujeres com parque Garrafón
  • Chichen Itza
  • Xplor
  • Xel-Ha
  • Xcaret
  • Tulum
  • Akumal

Gasto total com passeios: R$ 2.227,31 (2 pessoas)

Vamos aos relato por dia.

1º – Dia – Chegada em Playa

Saímos de Sao Paulo dia 21/04 as 01:30, fizemos conexão no Panamá e aterrissamos em Cancún as 12:30, vôo bem tranquilo, imigração super de boa também. O Free shop do Panamá não é tão legal e só aceita dinheiro na maioria das lojas.

Chegando em Cancun, aguardamos nossa amiga que veio em voo diferente e entramos em contato com uma agência que havíamos conhecido pelo Facebook para fechar o transfer, pois não fechamos nada no Brasil.

Assim que nossa amiga chegou, entramos em contato com a agência (Tio Nene Tours) e a mesma nos prometeu que em 30 minutos enviaria uma van para nos buscar, esperamos durante 2 horas com a promessa de que nos levariam até a agência para fecharmos alguns passeios pois via whatsapp ficou combinado que o preço do transfer teria desconto caso comprássemos algum passeio com eles, USD 70 ida e volta fechando algum passeio. USD 300 ida e volta se não fechassem nada.

Após as 2 horas de espera, a van chegou e já estava com 1 casal que também iria para Playa del Carmen, perguntamos se iria nos levar antes na agência e o motorista Miguel disse que não e que era para entrarmos em contato com a agencia e que pagaríamos os USD70 direto para o motorista com a promessa de que ia nos buscar no check-out para levar ao aeroporto.

Chegamos no ape, deixamos as malas e saímos para andar pela 5ª avenida e notamos que fizemos uma ótima escolha por ficar em Playa do que em Cancún.

Jantamos no La Vagabunda, existem 2 restantes na 5ª avenida, nós ficamos no primeiro que está na metade da rua, gostamos muito do atendimento e da comida, peça pelo molho picante 🙂 para comer com os nachos.

 


2º- Dia – Passeio em Cancún

Acordamos cedo e tentamos entrar em contato com a agencia e para nossa surpresa os preços foram inflacionados pelo simples motivo de que não passamos na agência no dia anterior, sendo que não tivemos essa opção de escolha.

Acabamos por não fechar nenhum passeio com a Tio Nene por nos sentirmos enganados. Temos experiência em viagens e sabemos quando estamos sendo “selecionados”, talvez essa agência sirva para outras pessoas, com um estilo de viagem mais afortunado, mas para nós não era o ideal.

Depois desse triste episódio lembramos da Paula da Dicancun Tours https://www.facebook.com/dicancunpasseios/ que já tinha nos dado várias dicas por whatsapp antes de embarcarmos. Resolvemos ligar para ela e checar como estavam os preços e para nossa surpresa fomos atendido imediatamente e os preços estavam melhores que o que tínhamos cotado com a Tio Nene.

Como nesse dia íamos até Cancún para andar e conhecer um pouco marcamos com a Paula para tirarmos o resto das dúvidas e fecharmos alguns passeios.

Pegamos o ônibus ADO na 5ª avenida com o valor de ida e volta 168,00 pesos por pessoa, a volta é em aberto, ou seja, você pode voltar até o último ônibus que sai de Cancún as 23:30.

Nos encontramos com a Paula que tirou todas nossas dúvidas, deu dicas importantes, como a de não utilizar o ADO e sim as vans por serem mais rápidas, baratas e seguras.

Almoçamos no Mc Donald’s e fomos para a praia Delphines curtir o restante da tarde.

Voltamos cansados, passamos no mercado e jantamos no próprio ape.

3º – Dia – Chichén Itzá

Fomos para Chichén Itzá, talvez pelo nosso estilo, deveríamos ter feito esse passeio por conta própria, talvez aproveitaríamos mais e perderíamos menos tempo.

O bus nos pegou em Playa as 6:30 e chegamos em Chichén por volta das 14hs, nesse tempo almoçamos (estava incluído e a comida era bem ruim).

Já em Chichén tivemos um tour guiado de mais ou menos 1:30h, que foi muito bem explicado porém apenas sobre as principais ruínas, e acabou por sobrar pouco tempo para andarmos pelas demais.

Se você quer levar alguma lembrancinha, este é o melhor lugar para comprar, além de mais barato é possível negociar.

No caminho de volta, paramos no cenote Ik Kill e tivemos apenas 30 minutos para curti-lo, pois o tempo já estava curto para voltarmos, alugamos um armário e coletes por 80 pesos (2 pessoas).

Chegando em Playa compramos lanches no Don Sirloin, que é uma casa que vende o famoso churrasco grego, muito conhecido em SP, o preço é muito bom, em média R$20 por pessoa, isso se você for levar, senão tem a taxa de mesa (propina).



4º – Dia – Isla Mujeres e Parque Garrafon

Fomos para Isla das Mujeres, uma van nos buscou no ape e nos deixou no píer que sai os barcos para a ilha.

Como nossos amigos iam fazer o nado com golfinhos ficamos aguardando no parque Discovery na piscina e com bebidas incluídas.

Assim que eles finalizaram o nado, partimos para o Parque Garrafon, onde passamos o dia aproveitando as instalações, fizemos caiaque e snorkel e curtimos uma piscina.

Nesse dia toda a alimentação e bebidas (inclusive alcoólicas) estava incluída.

Alerta de Roubada

Na volta pedimos para a van nos deixar no início da 5ª avenida e aproveitamos para jantar por lá mesmo, o restaurante escolhido foi o Karen’s, muito bonito e colorido, bem chamativo, mesmo com a cara do típico pega turista resolvemos experimentar após o recepcionista nos dar um voucher de 20% de desconto e alegando que a propina não era obrigatória.
Nos sentamos e pedimos nossas refeições, ao pedir a conta veio a surpresa, o desconto realmente estava aplicado, porém havia uma taxa de 18% de propina obrigatória, enfim ficando elas por elas.

Discutimos com o garçom e o recepcionista e não pagamos essa diferença por nos sentirmos lesados.

Enfim fica a recomendação de passar longe deste restaurante :).



5º – Dia – Xplor

Fomos ao Parque Xplor, é um parque com várias tirolesas, sendo no total 16, no final notamos que elas são as únicas atrações do parque que valem a pena, tirando o almoço 🙂 que foi o melhor de toda a viagem.

Neste parque está incluso comidas e bebidas não alcoólicas durante todo o dia.

Este parque é recomendado para quem gosta de adrenalina e de tirolesas, se este não é seu caso passe longe.

Para chegar ao parque pegamos uma van próxima ao Ado (rua de trás), que nos deixou na porta sendo 25 pesos por pessoa o trecho, que no final acreditamos ser a melhor opção para ir aos parques, sendo melhor até que os transfers do próprio parque, pois é possível chegar por volta das 8:45, e já agilizar a entrada, os ônibus começaram a chegar por volta de 9:10.




6º – dia – Xél-Ha

Fomos ao parque Xél-Ha, com o transfer do próprio parque, este também tinha comidas e bebidas incluída durante o dia, parque bem legal para tirar fotos, inclusive com o pacotes de fotos que eles vendem pois acredito ser o único parque que eles fizeram de forma correta, pois em todos os lugares tem câmeras posicionadas e fotógrafos.

Parque com várias opções aquáticas, snorkel, boias, bicicletas.




7º – Dia – Descanso

Tiramos o dia para descansar, ficamos no apê e andamos pela 5ª avenida, almoçamos no KFC e jantamos no ape.


8º – Dia – Tulum e Akumal

Fomos a Tulum por conta própia, pegamos uma van que nos deixou na porta, 45 pesos por pessoa.

Fechamos um guia por 12USD por pessoa na entrada, nos explicou muito bem a história do lugar, mais ou menos 1 hora, Tulum deve ter 2 sol para cada pessoa, estava muito quente e não tem muito jeito de se proteger, pois quase não tem sombra.

Saímos de lá e paramos em Akumal, custou 35 pesos por pessoa.

Como Akumal foi reaberta recentemente, o passeio para nadar com as tartarugas estavam meio caros, em média 500 pesos por pessoa, preferimos não fazer e ficamos sentado na praia por um tempo.

Voltamos para Playa, 40 pesos por pessoa, almoçamos no Mc e aproveitamos o restante do dia na piscina do ape.

De noite jantamos novamente no Don Sirloin e resolvemos nesta noite que iríamos fazer o parque Xcaret no dia seguinte.



9º – Dia – Xcaret

Fomos ao parque Xcaret de van,25 pesos por pessoa, como estávamos vindo de 2 parques incríveis, achamos que o Xcaret seria do mesmo nível, porém a única coisa que vale a pena são os Shows, a comida é fraca se comparado com os outros e as atrações também. Por ele ser o parque mais caro, esperávamos mais.

O show de encerramento fez valer o dia e nos aproximou mais da cultura mexicana, se você quiser é possível comprar um ingresso em que você entra no fim da tarde para ver o show que fica bem mais barato. O show termina por volta das 22hs, e na saída tem várias vans esperando para levar o pessoal embora, pelo mesmo preço 25 pesos.


10º – dia

Tiramos mais um dia livre para descansar e comprar algumas lembrancinhas e curtir a piscina do ape novamente.



11º – Dia

Dia de voltar pra casa, conforme combinado com a Paula, nosso transfer nos buscou no ape e nos levou para o aeroporto, almoçamos no Johnny Rockets e Guacamole Restaurant, fizemos um vôo tranquilo até o Panamá, porém chegando no Panamá nosso vôo estava com overbooking e precisando de voluntários para passar a noite no Panamá e ir embora no dia seguinte, como bom mochileiro que pensa sempre na próxima viagem resolvemos ficar e aproveitar o hotel 5 estrelas, refeições e de quebra um voucher de USD 600 por pessoa :).

Essa foi nossa viagem, se precisar de alguma dica ou esclarecimentos só perguntar.

Mochilão Europa 2013 – Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica e França

Mais uma Eurotrip, desta vez conhecendo 5 países (4 novos para mim e minha namorada ), Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica e França.

Para começar, dessa vez fomos em um grupo de 6 pessoas, o que ajudou bem no custo de hospedagem.

Nossa viagem começou por Munich – Alemanha (24/04/13), uma cidade muito bonita e pequena.  Ficamos 4 dias e aqui o que fizemos:

Dia 1 – 24/04/13 – Munich

Chegamos em Munich por volta das 14:00hs da tarde, então seguimos somente para o Hostel, deixamos as mochilas e fizemos uma pequena caminhada pelo centro, o Euro Youth Hostel está bem próximo da estação central, não chega nem a  700mts de distância, na mesma rua existem outros hostels.

E acabamos por achar um parque itinerante, que segundo eles é uma pré-oktoberfest (mesmo sendo em abril rs), com direito até a Carrossel de cerveja.

Alemanha

 

 

Dia 2 – 25/04/13 – Munich

Como tinhamos prioridade de ir no castelo de Neuschwanstein pegamos o primeiro trem, mesmo sabendo que o bilhete familia ficava mais barato, porém teriamos que sair mais tarde.

Portanto o ticket de ida para Fussen custou: 24,70 euros.

Lá existem 2 castelos, Neuschwanstein e Hohenschwangau, não tinhamos interesse de visitar o Hohenschwangau por isso compramos apenas o ticket de Neuschwanstein que custo 12 euros.

A visita é guiada e é bem rápida, mas você pode ficar bastante tempo nos pátios antes do tour.

 

DSC_0032

No tour não é permitido tirar fotos, você faz uma bela caminha por algumas das salas e quartos, mas não se vê o castelo inteiro. Acredito que o tour tenha durado uns 30 minutos no máximo.

Saindo do tour seguimos para a melhor vista do castelo, uma bela caminhada até o topo de uma montanha de onde é possível ver a clássica foto do castelo 🙂
DSC_0073

Saímos do castelo e almoçamos em uma pequena lanchonete bem próximo onde se compra o ingresso do castelo e voltamos para a estação.

Ao chegarmos na estação, optamos por comprar o ticket familia, pois seria mais barato, mas por um problema na máquina acabou cobrando 2x no meu cartão de crédito. Por sorte seguimos até o guiche e a simpática atendente perguntou se queriamos apenas modificar a data do bilhete ou o dinheiro de volta. Como tinhamos programado de visitar Salzburgo no dia seguinte e o bilhete familia servia, pedimos para ela alterar a data.

Voltamos a Munich e fomos curtir mais 1 fim de tarde no parque.

Alemanha

Alemanha

Dia 3 – 26/04/13 – Salzburgo

Salzburgo é uma pequena cidade da Áustria, muito conhecida por ser o berço de Mozart, ela fica a cerca de 2 horas de munich, vale a pena a visita e por ser possível chegar lá utilizando o bilhete familia (Bayern Ticket) para até 5 pessoas.

Não é uma cidade barata para se conhecer pelo simples fato de que ela vive praticamente do turismo, demos uma voltinha pela cidade apenas, subimos até o pé do castelo, mas não entramos.

 

Salzburgo

Salzburgo

Salzburgo

Nos contentamos apenas em apreciar a cidade. Voltamos para Munich no fim da tarde.

Dia 4 – 27/04/13 – Dachau

Acordamos cedo e seguimos para Dachau, para ver o campo de concentração. Compramos o bilhete familia, pois de fim de semana vale desde as 8hs da manhã.

Como chegamos bem cedo, o campo estava praticamente vazio. Para quem não dava a mínima a guerra durante a escola, vale muito a pena a visita, além de ser gratuito.

Pegamos 1 audio guia, para que a visita fosse mais interessante 3,50(euros).

DSC_0234

DSC_0254

Essa visita é possível fazer em umas 5 horas, acho que foi esse tempo que gastamos lá.
Voltamos para Munich e as garotas foram as compras no restinho da tarde e de noite fomos tomar mais algumas cervejas.

Dia 5 – 28/04/13 – Munich

Pegamos esse dia para descansar, já que ficamos na correria em todos os dias anteriores.

Acordamos um pouco mais tarde, fizemos mais um volta pelo centro de Munich,visitamos alguns lugares e voltamos para arrumar as malas e seguir para nosso próximo destino: Amsterdam.

Compramos os tickets pela internet, tanto para conseguir um belo desconto e lugar, pois estava bem próximo do dia da Rainha.

Na verdade nosso amigo holandês foi quem comprou, pois o site da Ns Hispeed  não deixa utilizar cartão brasileiro para compra e a diferença de preço nas empresas aqui do Brasil era absurba.

Pegamos o trem as 22hs e chegamos em Amsterdam as 8hs do dia 29.

 

DSC_0302

DSC_0363

 

Dia 6 – 29/04/13  – Amsterdam

Embora a viagem tenha sido bem longa, achei muito confortável viajar de trem, nós pegamos uma cabine para 6 pessoas, com uma espécie de cama, mas que se fez suficiente para descansar.

 

DSC_0366

 

Em Amsterdam preferimos alugar um apartamento,  isso porque  a cidade estava bem cheia por causa do evento.

Alugamos o apartamento pelo AirBnB, segunda vez que utilizei o serviço e continuo recomendando, nosso apartamento ficava bem próximo ao VondelPark, o Tram que partia da estação central tinha um ponto bem em frente do apartamento, super tranquilo de chegar.

Deixamos as mochilas no apê e seguimos para conhecer a cidade. Amsterdam é praticamente toda plana, dificilmente se vê alguma subida, e claro dominada pelas bicicletas e pra não ficarmos de fora, alugamos bike já no primeiro dia.

Demos um volta pela cidade e voltamos para conhecer o VondelPark .

Amsterdam

Amsterdam

Entregamos as bicicletas e fomos conhecer um pouco mais da cidade a pé.

Amsterdam

Amsterdam

 

Dia 7 – 30/04/13 – Amsterdam – Dia da Rainha (agora Rei rs)

Dia 30/04 entrou para a história em Amsterdam e me sinto feliz de ter participado desse grande evento.

A cidade inteira para para celebrar este grande dia, neste a Rainha abdicou do trono passando o poder para seu filho.

Não tem muito o que falar deste dia, por isso vou colocar algumas fotos para ilustrar :).

 

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Na verdade tinha sim um ponto a se falar deste dia, andando pela cidade ao passarmos pela frente do corpo de bombeiros vimos que eles estavam arrecadando dinheiro para uma instituição que cuida de pessoas que sofreram queimaduras, e além de pode contribuir com essa causa você podia ter uma vista privilegiada de Amsterdam:

 

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

 

Dia  8 01/05/13 – Amsterdam

Alugamos novamente as bikes e desta vez decidimos fazer uma rota ao invés de apenas andar pela cidade.

Nosso primeiro ponto de parada foi a casa de Anne Frank

Amsterdam

Chegamos lá por volta das 10hs, estavam relativamente vazio, acredito que tinha cerca de 20 pessoas na nossa frente. É muito emocionante poder visitar um lugar como esse e ver a história do que aconteceu.
Mais um lugar onde não se pode tirar fotos, mas vale muito a pena visitar, tem muita coisa intacta, principalmente do quarto dela.

Demoramos cerca de 1:30hs, saímos, pegamos as bikes e seguimos para a estação central, para comprarmos os bilhetes para visitar Keukenhof no dia seguinte e o trem de ida para Bruxelas.

Amsterdam

Amsterdam

Andamos mais um pouco pela cidade e voltamos, pois tínhamos marcado de conhecer nosso amigo holandês, que até então o conhecíamos somente pela internet :).

Fomos em um bar bem típico holandês, bebemos algumas cervejas e comemos uma bela sopa.
Depois do bate papo, seguimos a pé até o apartamento, mas antes passamos pelo Red Light District.

Dia 9 – 02/05/13 – Keukenhof

Chegamos em Keukenhof por volta das 11hs, acredito que foi o dia mais frio da viagem pois estava ventando muito.
Não sei muito o que falar sobre esse dia, então vamos as fotos:

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Uma paradinha para uma partida de xadrez:

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

Amsterdam

 

Dia 10 – 03/05/13 – Bruxelas

Como no apartamento de Amsterdam tinha uma lavadora e secadora de roupas, aproveitamos para lavar nossas roupas.

Arrumamos nossas mochilas e seguimos para Bruxelas, de Amsterdam até lá são cerca de 1:30, se você optar pelo trem mais rápido, este não foi o nosso caso, queríamos economizar um pouco por isso pegamos o mais lerdinho rs, 39 euros.

Em Bruxelas, conseguimos uma ótima promoção no Aloft Brussels, um hotel conceitual, com direito a uma sala de Wii e academia. Praticamente nossos únicos dias de luxo nessa viagem rs.

Chegamos por volta das 15hs, aproveitamos para dar uma descansada no hotel e seguimos para o centro para praticamente jantar e conhecer as cervejas locais.

Também aproveitamos para comprar o trem de Bruxelas para Paris, ficou em 74 euros, só tinha trem expresso.

Bruxelas
Bruxelas
Bruxelas

Bruxelas

Voltamos para o Hotel e apenas descansamos.

Dia 11 – 04/05/13 – Bruxelas

Acordamos um pouco mais tarde e seguimos novamente para o centro, desta vez para conhecer monumentos e igrejas.
E aproveitar a cerveja barata para comemorarmos nossa viagem :).
Bruxelas

Bruxelas

Bruxelas

Bruxelas

Bruxelas

Voltamos para o Hotel, fizemos nossa comemoração e descemos para jogar um pouco de Wii, afinal todo mundo com um pouco de efeito alcóolico iria querer dançar Just Dance .

Bruxelas

Bruxelas

Dia 12 – 05/05/13 – Bruxelas – Paris

Devido a longa jogatina no dia anterior ficamos bem cansados e acordamos um pouco tarde, apenas fizemos o check-out e seguimos para a estação de trem.

Chegamos em Paris por volta das 15hs, a viagem durou cerca de 2 horas.

Em Paris também alugamos um apartamento pelo AirBnB, bem próximo a estação Hotel de Ville, o único contra deste apartamento era ser no  quinto andar e não ter elevador.

Como era domingo aproveitamos para ir no Louvre já que era gratuito, fizemos uma visita rápida pois ele fechava as 18hs, mas deu para ver bastante coisa, inclusive a Monalisa.
Sem título

Sem título

Saímos do Louvre e fomos atrás de comprar tickets para a Disney no dia seguinte. Cada ticket ficou 86 euros, com direito a trem de ida e volta e os 2 parques.

Disney

Dia 13 – 06/05/13 – Paris – Disney

Se assim como eu, você ainda não teve oportunidade de visitar a Disney Americana, recomendo que você visite a Disney Paris. Mesmo que todos que você conheça diga que ela é pequena, ou que é cara, etc.

É possível visitar os 2 parques em 1 dia, claro que você terá que deixar algumas atrações, mas isso não afeta no quesito diversão.

Chegar na Disney é super tranquilo, a estação de trem é na porta da Disney.

Disney

Disney

Disney

Disney

Disney

Disney

Disney

Disney

Disney

 

Dia 14 – 07/05/13 – Paris

Saímos pela manhã e seguimos em direção as Catacumbas, passamos antes pelo Pantheon e Jardim de Luxemburgo .
Paris

Paris

Paris

Quando fomos em Dezembro de 2011, não pegamos fila nenhuma para visitar as Catacumbas, porém desta vez demoramos umas 2 horas na fila.

Paris

Paris

Voltamos para o apartamento, eu estava meio zuado da gripe então preferi descansar, os demais seguiram para subir na Torre Eiffel, eu e minha namorada não queríamos subir novamente.

Dia 15 – 08/05/13 – Paris

Acordei bem melhor da gripe e de volta a ativa rs.
Tomamos café da manhã e seguimos para o Les Invalides.

Paris

Paris

De lá seguimos para o Museu de Arte Natural:

Paris

Paris

Paris

E Por fim seguimos até a Sacré Coeur e Moulin Rouge:

Paris

Paris

Dia 16 – 09/05/13 – Paris

Um dia mais tranquilo, seguimos para o Arco do Triunfo, Ladurée, e Torre Eiffel.

Paris

Paris

Paris

Paris

Dia 17 10/05/13 – Paris

E acabou-se mais uma trip, usamos esse dia para comprar alguns presentes e descansar pois nosso vôo iria sair as 7hs da manhã do dia 11/05, o que foi um problema para a gente rs.

Saímos do apartamento as 22hs e seguimos para a estação, compramos o ticket para o Aeroporto Orly, porém só chegamos na estação por volta das 23:30hs e já não tinha mais trem para o aeroporto, não sabiamos deste horário. Por sorte pegamos um taxi que ficou 6 euros por pessoa.

Se você quer saber se dormimos no aeroporto, a resposta é sim, tomamos 5 horas de chá de cadeira.

E assim acabou nossa incrível trip, caso você tenha dúvidas sobre preço de algo pode perguntar.

Essa viagem custou por volta de 6 mil reais por pessoa, incluíndo a passagem aérea, portanto mais ou menos 2 mil de passagem e 4 mil para se manter e deslocar.

 

Como vocês viram tirei muitas fotos e você pode ver mais no meu Flickr: http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/72157633496642070/