Mochilão Argentina e Uruguai – 10 dias

Vamos começar o ano tirando a poeira daqui.

Em novembro de 2012, eu e minha namorada fizemos mais um mochilão, desta vez pegamos 10 dias e partimos para conhecer Buenos Aires.

Por sorte pegamos uma ótima semana, depois de um grande protesto e antes do famoso 8N, que paralisou a cidade inteira, inclusive com greve nos aeroportos.

Esta foi uma viagem planejada com apenas 1 mês de antecedência, bem diferente do que costumamos fazer, que é 3 a 4 meses antes.

 

A Argentina está com problemas financeiros então os valores que vou colocar aqui podem ter mudados, isso porque a inflação deles está oscilando muito.

Muitos acham que a Argentina é o paraíso das compras, quem está afim de ir pra lá apenas para fazer compras já te digo que não vale a pena, os preços estão muito parecidos com o Brasil, mesmo nos outlets não valia a pena fazer compras, apesar de não irmos com essa intenção passamos nos principais lugares para ver como estavam os preços.

Nossa viagem ficou em torno de  R$ 2.500 por pessoa.

Compramos passagens em uma promoção da Qatar pela bagatela de  R$ 715,00 (ida/volta).

Para hospedagem, testamos o AirBnB e funciona muito bem, alugamos um apartamento bem aconchegante e próximo a San Telmo (esse aqui), o único problema do apartamento foi apenas a internet, que não funcionava no quarto inteiro, muitas vezes tivemos que sentar próximo a porta para poder usar.

Vamos ao que interessa, afinal também quero relembrar essa viagem novamente 🙂

Chegamos no aeroporto de Ezeiza perto das 21hs, porém antes do nosso vôo havia chegado um da Bolívia ou Colômbia não estou lembrado, o que fez a imigração ficar muito  lenta, porque eles verificavam todos os passageiros desse vôo, devido a isso ficamos mais de 2 horas na fila da imigração, mas foi tudo tranquilo, de Ezeiza até o centro são cerca de 30 minutos ou menos dependendo do motorista, é possível ir de ônibus tanto comum quanto de viagem, como já era tarde e estávamos cansados pegamos um “remis” , que é um taxi particular, custo por volta de  R$ 85,00, chegamos em cerca de 25 minutos apartamento.

Ficamos bem preocupados de chegar tarde no apartamento, mas como o host mora no apartamento acima ficamos mais tranquilos, ele foi super atencioso, nos deu algumas dicas e inclusive fez câmbio pra gente com um valor acima do encontrado nas casas de câmbio.

Estávamos bem próximos a este prédio bem conhecido da Av 9 de julho.

 Nosso primeiro dia se resumiu a andar pela cidade sem rumo nenhum, andamos cerca de 10 horas, parando apenas para comer, como a cidade é inteiramente plana é super tranquilo para andar.

No dia 10/11 havia uma festa na cidade, assim como temos aqui em São Paulo a famosa Virada Cultural e Virada Esportiva, eles criaram a Noite dos Museus, nós não sabíamos deste evento e tivemos sorte, pois todos os museus estavam abertos de madrugada, todos gratuitos e além disso os transportes também estavam de graça, metrô e ônibus.

Nosso único problema foi estar cansado demais para essa noite rs, então acabamos visitando apenas o Museu das Armas e um pequeno museu de jogos que acredito que foi criado apenas para a data.

No terceiro dia entramos na casa Rosada e seguimos para San Telmo e de lá fomos conhecer Caminito, de todas nossas pesquisa todos falam que é perigoso ir andando até lá, mas  apesar do medo decidimos ir andando, é uma boa caminhada e dá para ver que La Boca é uma área mais pobre de Buenos Aires.

Lá conhecemos a famosa casa da Havana e também entramos no Estádio do Boca Juniors.

 

Ainda no mesmo dia fomos conhecer o cemitério da Recoleta e a famosa Flor Gigante.

 O quarto dia era o mais esperado por nós, pois íamos até o Zoológico de Lujan, é muito fácil chegar no zoológico, basta descer na estação Plaza Itália que fica na frente  do Zoológico de Buenos Aires, de lá caminhe até a Av Sarmiento, do lado esquerdo haverá um quiosque para aluguel de bicicletas e a frente têm vários ônibus, nos pontos existem uma plaquinha escrito para onde eles vão, o de Lujan se não me engano é o segundo, mas caso você não veja a placa pergunte.

A tarifa para ir até o zoológico custa 15 pesos, porém se você tiver o cartão custa entre 10 e 12 pesos, é como nosso bilhete único e você pode comprá-lo em quiosques espalhados pela cidade.

Importante lembrar também que caso você não tenha o cartão todo esse montante deve estar em moedas, pois a máquina não aceita notas 🙂

Depois de pegar o ônibus você chega no zoológico em cerca de 1:30 hs, não se preocupe pois o motorista avisa onde tem que descer, o ônibus não pára na porta, ele te deixa do outro lado de uma auto-estrada, assim que você descer terá que passar por baixo desta  e ir para a direita, não estou muito lembrado mas acho que tinham algumas sinalizações, mas depois que você passar por baixo da auto-estrada já irá ver vários tratores que fazem parte da coleção do zoo.

O zoo custa 65 reais por pessoa, e sim, você pode pagar em reais :).

No quinto dia demos um pulinho em Colonia – Uruguai, compramos a passagem em uma loja da SeaCat e ficou 95 reais sendo ida/volta no mesmo dia.

Colonia é uma cidade bem tranquila e o real vale muito bem lá, para terem uma idéia passamos o dia lá com apenas 70 reais, mais ou menos 700 pesos uruguaios.

 

No sexto dia fomos conhecer o Jardim Japonês, fica praticamente atrás do Zoológico de Buenos Aires.

 

No sétimo dia fomos a cidade de Tigre, existem várias formas de se chegar na cidade, mas a mais simples é pegar o Trem de La Costa, custa 32 pesos ida e volta e você pode descer em qualquer uma das estações do caminho.

 

No oitavo dia passamos novamente por San Telmo para tirar um fotinho com a Mafalda e de lá seguimos para o museu que fica atrás da Casa Rosada, Museu Bicentenário e depois passamos pelo Museu Fragata.

 E por fim no nono dia fomos conhecer o Mundo Marino, que fica em Mar del Plata, compramos as passagens na Agência Colprim, pelo que vimos é a única agência de viagens que vende este passeio, custou 390 pesos por pessoa (mais ou menos 200 reais), é uma viagem bem longa, mas valeu muito a pena.

 

E acabou, no décimo dia apenas compramos lembrancinhas e muitos alfajores :).

Se quiserem ver mais fotos desta viagem: acessem meu flickr

Se tiverem dúvidas ou quiserem saber mais informações podem perguntar.

2º Mochilão – Portugal, Itália e França

Em dezembro de 2011, junto com minha namorada fizemos mais um mochilão, desta fez pela europa.

Apesar de ser no fim do ano, onde o inverno está começando, achamos super tranquilo pois não pegamos fila em nada e o frio ficou na média de 0 a 10º, claro que de madrugada o frio era mais intenso, mas não fazia diferença pois todos lugares têm aquecedores.

Nosso mochilão iniciou em Portugal, preferimos escolher este devido ter a língua próxima da nossa e por ser nossa primeira vez na Europa.

Lisboa_0219

Ficamos em um hotel no centro de Lisboa  perto da estação Rossio, um hotel simples e sem café da manhã, porém está bem perto de tudo, o ônibus que sai do aeroporto para quase em frente ao hotel, para quem quiser mais info: Pensão Estação Central .

Lisboa_0119

Conhecemos tudo de Lisboa, desde ginginha até os pastéis de Belém, tivemos sorte de pegarmos um feriado em dezembro, então os monumentos ficam gratuitos até as 14hs, acabamos por ir no Mosteiro dos Jeronimos e na Torre de Belém na faixa (free).

Conhecemos o Ocenário, Panteão  e outros pontos turísticos de Lisboa.

Lisboa_0165

Pegamos um trem e fomos até Sintra, cerca de 1h de Lisboa, embora não conhecemos o Castelo de Sintra, adoramos o Quintas das Regaleiras, lá existem várias grutas que te levam a vários lugares do gigantesco quintal.

Lisboa_0246

De Lisboa compramos passagem aérea direta para Roma, pela EasyJet, eles têm preços super em conta e voam praticamente a Europa inteira, mas claro, vale a pena comprar com antecedência para pegar preços mais atrativos.

Nossas passagens ficaram em média de 100 reais, utilizamos o site momondo.com (tipo decolar).

Roma é uma cidade muito bonita, como todos costumam dizer “é um museu a céu aberto”, e realmente para todos os lados em que você olha têm algo que te lembre o passado.

Lá é possível conhecer tudo a pé, claro que se você tiver disposição, porém o transporte público é barato.

Sem contar que existe o Roma Pass, que te dá direito a entrar em 2 monumentos gratuitos,  descontos nos seguintes e transporte gratuito por 72 horas, exceto no Vaticano, onde nem cartões são aceitos…rs

Roma

Como chegamos a tarde em Roma, apenas andamos um pouco pela cidade e fomos ver a Fontana di Trevi, que encanta os olhos de tão bonita, de dia ela também é bonita mas perde seu charme…rs

Ficamos hospedados no Hotel Windrose, cerca de 200 mts da estação Termini,  ótimo café da manhã e pela localização, muito fácil de chegar a qualquer lugar.

No segundo dia fomos até o Vaticano, se você gosta de arte profundamente, considere uma tarde inteira dentro do Museu do Vaticano, agora se for como eu que gosta apenas de observar, umas 4 horas são suficientes para ver tudo.

Vaticano

O ideal é acordar cedo, pois no inverno os dias são mais curtos, apesar que estava escurecendo as 19hs, e as pessoas ficam com mais preguiça de visitar os monumentos pela manhã, logo você consegue pegar tudo mais tranquilo e sem filas.

Para fechar esse dia fomos ao Coliseu de noite para tirar uma das melhores fotos que eu já tirei.

Roma

Em Roma também conhecemos o Jardim Vila Borghese, já estávamos cansado de ver arte em museus e tiramos um dia para relaxar na natureza. O jardim é bem grande, têm também um Zoológico e bicicletas para alugar, para finalizar esse dia fomos novamente ver a Fontana di Trevi e sua beleza noturna.

Roma

Pegamos um trem para Firenze (Florença), preferimos não pegar o expresso pois o preço é bem pesado, média de 45 euros por pessoa, e nos trens que demoraram cerca de 3h custa 17 euros.

Em Firenze ficamos no Hotel Accademia, bem próximo a estação de trem e ao Duomo, Firenze já é uma cidade completamente diferente de Roma, bem mais acolhedora e tranquila, digamos que Roma está para São Paulo e Firenze para o interior.

Florença

Em Firenze, existem muitas galerias e museus e lá também existe um cartão (Firenze Card) que  custa 50 euros, não sei dizer se é como em Roma, ou se vale para as galerias principais.

Nós preferimos conhecer apenas os mais importantes, então fomos na Galeria Uffizi, Museu Croce, Museu Accademia e Palacio Vecchio.

Não subimos no Duomo, pois não tinhamos visto que não abria de domingo.

Florença

Pegamos um trem e fomos conhecer Pisa, cerca de 1:30h de Firenze, queriamos apenas tirar a foto clássica segurando a Torre, portando apenas andamos por Pisa.

Pisa

Nosso último lugar na Itália foi conhecer Veneza, pegamos o trem e chegamos em Veneza a tarde, ficamos hospedados no Hotel Monte Carlo , bem próximo a praça São Marcos, muitos disseram que Veneza tinha um cheiro ruim, e em momento algum senti qualquer cheiro estranho, acredito que o mal cheiro seja apenas no verão.

Veneza é muito linda, e claro vive do turismo, portanto tudo é muito caro e vale a pena andar para lados opostos de onde os turistas vão para encontrar preços mais atrativos, tanto em comida quanto presentes.

Veneza

Veneza

De Veneza pegamos outro avião da EasyJet para Paris.

Como em Paris íamos encontrar um casal de amigos, alugamos um apartamento bem próximo ao Louvre pela centreparis.com, pois é muito mais barato do que ficar em Hotel, gastamos cerca de 150 euros por pessoa por 6 dias.

Em Paris decidimos apenas andar pela cidade, não entramos no Louvre (já estávamos cansados de Museus), mas claro fomos até o Arco, onde havia uma feira de natal, subimos na Torre Eifel, conhecemos as Catacumbas, o cemitério dos famosos rs, Moulin Rouge,Disney e etc

Paris

Paris

Paris

Disney Paris

 

Ainda em Paris, alugamos um carro e fomos conhecer  o Monte St Michel, fica a cerca de 400km de Paris, antes passamos por Versailles que deve ser fantástico na primavera pelo seu gigante jardim, não entramos no palácio pois nosso objetivo era o monte, almoçamos em Caen, uma cidadezinha que foi reconstruída várias vezes por causa das guerras e finalmente chegamos no Monte St Michel.

Versailles

Embora St Michel seja pequena, recomendo que você durma por lá para curtir a maré subir, como tinhamos que devolver o carro não ficamos para ver, pois iria começar a subir as 19hs.

Monte Saint Michel

 

Como eu já prolonguei de mais vou finalizar aqui.

Quem quiser fazer perguntas fiquem a vontade.

Se quiser ver as outras fotos basta ir no meu flickr : www.flickr.com/neyestrabelli